Proxmox VE – O Sistema de Virtualização Robusto e OpenSource!

O uso de serviços e servidores virtualizados é muito comum nas empresas que necessitam operar vários sistemas simultaneamente. Esta prática não só facilita o gerenciamento e a escalabilidade de vários servidores operando ao mesmo tempo, como também proporciona o aumento do nível de segurança através do isolamento dos serviços, a economia de energia elétrica e a baixa incidência na manutenção de hardware. 

O Proxmox Virtual Enviroment em sua versão gratuita disponibiliza um ambiente computacional de DataCenter estável, seguro e flexível para hospedagem de máquinas virtuais e containers com suporte a diferentes plataformas computacionais.  

Os profissionais da área de Tecnologia que possuem conhecimento sobre a ferramenta ProxMox VE são muito requisitados no mercado de trabalho por empresas que estão em busca de soluções de código aberto para administrar ambientes de virtualização, as quais oferecem excelentes remunerações e planos de crescimento profissional.

Usado no mundo todo e com uma grande comunidade de fóruns de discussão na Internet, o ProxMox VE traz uma variedade gigantesca de recursos que podem alavancar os processos de TI das empresas. 

Leia mais:

Como instalar o FileZilla no Linux manualmente
A importância da auditoria de email
5 práticas para manter seguro o SSH do Linux
O que é DKIM (Domain Keys Identified Mail)

CONCEITOS INICIAIS

O QUE É VIRTUALIZAÇÃO?

Em um contexto geral, a virtualização pode ser interpretada como a emulação de um computador real através de um software, onde é possível realizar a instalação de um sistema operacional.

O QUE É O PROXMOX VE?

Proxmox VE, PVE ou Proxmox Virtualization Enviroment é uma plataforma de virtualização open source, baseada na distribuição linux Debian Wheezy com um Kernel customizado.  

A plataforma visa trazer uma maneira simples e objetiva de gerenciar máquinas virtuais utilizando a tecnologia KVM, em uma única interface WEB dispensando o uso do shell para administrar a maioria dos recursos, salvo em alguns casos específicos. Além da virtualização de máquinas com o KVM, o Proxmox VE disponibiliza a criação e gerenciamento de Containers com a plataforma OpenVZ, tecnologia a qual tem se mostrado muito promissora visando o baixo consumo de recursos que ela exige do servidor hospedeiro. Existem treinamentos disponíveis desta plataforma na udemy, clique aqui para conhecer.

POR QUE UTILIZAR A VIRTUALIZAÇÃO COM O PROXMOX VE?

O principal motivo para se utilizar a virtualização é a facilidade na expansão dos recursos e o baixo downtime. Entretanto há outros motivos á serem considerados:

  • Segurança: Ao invés de concentrar em um único servidor vários serviços como (banco de dados, web server, servidor de e-mail, servidor de arquivos), pode-se utilizar uma máquina virtual para cada um. Com esta prática, o isolamento dos serviços permite que caso ocorra algum problema com uma das máquinas virtuais, as demais não sejam afetadas e continuem operando normalmente.
  • Flexibilidade: Ao criar uma nova máquina virtual, o administrador do ProxMox VE define nas configurações a quantidade de recursos de hardware que serão alocados para a nova máquina. Entretanto, se após a máquina estar em ambiente de produção for necessário expandir os recursos de processamento, memória ou disco, isto poderá ser feito com a máquina ligada sem a necessidade de interrupção dos serviços que nela operam.
  • Gerenciamento Centralizado de Recursos: Ao virtualizar servidores, é possível reduzir o período necessário para providenciar a manutenção de seus recursos uma vez que as máquinas virtuais podem serem criadas, modificadas ou removidas com alguns poucos cliques. Através de um único painel de gerenciamento, o ProxMox VE permite ao administrador do sistema possa realizar estas e outras alterações através de uma interface web.
  • Economia de Espaço Físico: Uma das maiores vantagens ao realizar a virtualização de servidores, é a diminuição do espaço físico para alocação de equipamentos.
  • Redução de Gastos com Refrigeração: Com a menor quantidade de equipamentos ligados, menor será a emissão de calor. Com isto a refrigeração do ambiente poderá ser melhor controlada, podendo chegar a níveis de consumo mais baixos de energia elétrica e manutenção do sistema de arrefecimento.
  • Facilidade para Instalar ou Migrar de Servidores: Outro fator que podemos citar, é a facilidade na migração de um hardware para outro, onde através dos recursos de backup do próprio ProxMox, é possível realizar uma imagem da máquina em produção com todas as ferramentas instaladas e configuradas, e na sequência restaurá-la importando para a instalação de um novo servidor em um curto intervalo de tempo.
  • Uso de Sistemas Operacionais Antigos: O uso de sistemas operacionais já ultrapassados pode ser necessário em alguns momentos por conta da compatibilidade de alguns softwares, o que é muito comum para grandes sistemas desenvolvidos em linguagem de baixo nível, com um banco de dados de informações gigantesco e difíceis de serem migrados, como o que ocorre com alguns sistemas bancários.
  • Diversidade de Plataformas: De acordo com os recursos de hardware que estiverem disponíveis, as máquinas virtuais podem receber a instalação de sistemas operacionais de diferentes plataformas, podendo em único host hospedeiro abrigar diferentes instalações.
  • Testes de Ferramentas e Uso em Laboratórios: Através do isolamento de cada máquina virtual onde cada sistema funciona de maneira independente, é possível realizar a instalação de softwares para testes sem correr o risco de prejudicar outros sistemas em produção. Esta prática é muito utilizada em ambientes de laboratório onde tornam-se necessários a instalação de novos sistemas operacionais para teste, programas que podem ser suspeitos e diversas outras funcionalidades.

#DicaProfissa: Faça um curso profissionalizante!
Garanta um curso certificado na área de TI e Software pela plataforma de estudos online Udemy.
Clique aqui e confira todos os cursos mais recentes em tecnologia!

INSTALAÇÃO

REQUISITOS DE HARDWARE PARA INSTALAÇÃO DO PROXMOX VE:

Para montar um servidor e utilizá-lo em ambientes de produção, é recomendável que sejam adquiridos periféricos de alta qualidade. As recomendações mínimas da configuração do hardware para realizar a instalação do Proxmox VE são:

  • Processador Intel EMT64 ou AMD64 com suporte a virtualização nativa.
  • Memória RAM de no mínimo 2GB para serviços do Proxmox e Sistema Operacional, além de memória designada para as máquinas virtualizadas.
  • Para cada TB de Armazenamento utilizando as tecnologias ZFS ou CEPH, é necessário aproximadamente 1 GB de memória adicional.
  • Para armazenamento do Sistema Operacional do Servidor, é recomendável o uso de RAID de Hardware com Cache de gravação protegido por baterias (Nobreak) que evitem a interrupção imediata de energia.
  • Para armazenamento dos dados das VM, recomenda-se o uso de um RAID de discos local. Sugere-se para este caso o RAID 10 (RAID 1 + RAID 0).
  • Para as conexões de rede das VM, recomenda-se o uso de mais de uma placa de rede com suporte a conexões GBIT 100/1000.

SUGESTÕES DE AMBIENTE E REDUNDÂNCIA PARA O USO EM PRODUÇÃO:

  • Recomenda-se um local físico protegido e com o controle de acesso por pessoas ao servidor do Proxmox VE.
  • Para um melhor desempenho e maior durabilidade do hardware, sugere-se o controle da temperatura do ambiente onde o Servidor do Proxmox VE ficará hospedado, se possível, mantendo-se na faixa de 15º á 20º C.
  • Recomenda-se o uso de dois ou mais bancos de baterias (Nobreaks e módulos de baterias) para evitar interrupções simultâneas de energia elétrica ao servidor hospedeiro do Proxmox VE.
  • Além do controle no abastecimento de energia, servidores cujo o Hardware suporta mais de uma fonte de energia instalada que operam em redundância, podem garantir que o servidor não será interrompido sem os devidos cuidados e planejamentos, para evitar a perda ou o corrompimento dos dados.

OBTENDO O PROXMOX VE:

Para obter a imagem de instalação do Proxmox VE, é necessário acessar o site oficial da ferramenta e realizar o download do arquivo de instalação. O link para acesso ao download das imagens ISOS atualmente está localizado em: 

https://www.proxmox.com/en/downloads/category/iso-images-pve

Caso o link não funcionar, pode-se acessar o site https://proxmox.com e navegar até a área de Downloads:

MONTANDO A MÍDIA DE INSTALAÇÃO:

Para realizar esta etapa necessita-se de um computador Desktop com a distribuição Linux Mint, Ubuntu Linux ou outra distribuição compatível com o software de criação da mídia de instalação. Após concluir o download da imagem de instalação, é necessário montá-la em uma mídia de reprodução para instalação no servidor. Para realizar a montagem da imagem em uma mídia externa para instalação, neste caso um PenDrive, utilizaremos a ferramenta OpenSource BalenaEtcher que pode ser obtida em https://www.balena.io/etcher/

Na documentação oficial da ferramenta e de acordo com a distribuição Linux que estiver sendo utilizada, encontra-se o guia para instalação.

Considerando que a ferramenta BalenaEtcher já esteja instalada no computador, iniciamos o processo de criação da mídia:

1º PASSO:

Abra  a ferramenta BalenaEtcher através da linha de comando:

$ ./balenaEtcher-1.5.95-x64.AppImage 
2º PASSO:

Na ferramenta, selecione a opção Flash From File:

3º PASSO:

Navegue até o diretório onde a imagem em formato ISO do Promox VE foi baixada e selecione-a, na sequência clicando em Abrir.

4º PASSO:

Plugue um dispositivo de armazenamento PenDrive na USB do computador para ser utilizado para a criação da mídia de instalação. O tamanho do pendrive deve comportar a imagem de instalação com seus arquivos extraídos.

Nota: Cuidado com os arquivos existentes no pendrive, faça um backup dos mesmos antes de dar sequência neste procedimento, pois o pendrive será formatado e convertido no formato de instalação apropriado, removendo todo e qualquer arquivo existente.

5º PASSO:

Clique na Opção Flash para iniciar o processo de gravação:

6º PASSO: 

Aguarde até o processo ser concluído, o BalenaEtcher irá exibir um aviso assim que a gravação for finalizada.

Ao visualizar esta tela, significa que tudo ocorreu bem no processo de gravação da imagem ISO no PenDrive, e agora, o mesmo poderá ser removido do computador para iniciarmos a instalação no Servidor do Proxmox.

INSTALANDO O PROXMOX VE NO SERVIDOR

Após ter sido criado o PenDrive contendo a mídia de instalação do ProxMox VE, basta inseri-lo em uma das portas USB do servidor, e na sequência fazer com que o primeiro dispositivo de Boot na inicialização do sistema seja o PenDrive.

Ao inicializar através do PenDrive de instalação do Proxmox VE, será exibida a tela abaixo:

Neste guia, iremos utilizar o método de instalação tradicional. Abaixo seguem descritas as etapas de instalação.

1ª ETAPA:

Para dar sequência ao processo de instalação, escolha a primeira opção:

  • Install Proxmox VE
2ª ETAPA:

Nesta etapa será apresentado o Contrato de Licença do Usuário Final para utilização do Proxmox, recomenda-se a leitura completa.

Se concordar com o conteúdo do Contrato, pode-se dar andamento na instalação clicando na opção: 

  • I agree (Eu aceito).

#DicaProfissa: Faça um curso profissionalizante!
Garanta um curso certificado na área de TI e Software pela plataforma de estudos online Udemy.
Clique aqui e confira todos os cursos mais recentes em tecnologia!

3ª ETAPA:

Na próxima tela são exibidas as informações sobre o particionamento do disco. Automaticamente o Proxmox define o particionamento do disco, entretanto é possível realizar alterações nos tamanhos de cada partição a ser criada. Para realizar esta alteração, é necessário clicar na opção Options, exibida na parte inferior da tela:

Na tela HardDisk Options podem ser definidos alguns recursos como:

  • Filesystem: Tipo de sistema de arquivos, como ext3, ext4, ZFS ou RAID.
  • HDSize: Define o tamanho total disco rígido em GB que será utilizado para instalação do Proxmox. Dessa forma, o espaço livre poderá ser utilizado para a criação de partições de armazenamento LVM.
  • Swapsize:  Define o tamanho do volume de troca. O padrão é o tamanho da quantidade de memória instalada. 
  • Maxroot: Define o tamanho máximo do volume raíz, que armazena o sistema operacional.
  • Minfree: Define a quantidade de espaço livre restante no grupo de volumes LVM. 
  • Maxvz: Define o tamanho máximo do volume de dados. 

Estas configurações são válidas para os tipos de sistema de arquivos: 

  • ext4
  • ext3
  • xfs

A instalação do Proxmox utilizando o sistema de arquivos ZFS fornece opções de configuração diferentes dos modelos ext3, ext4 e xfs. Neste livro, iremos abordar apenas a instalação com o sistema de arquivos ext4.

Para avançarmos até a próxima etapa, iremos deixar os valores padrões conforme serão definidos automaticamente pela instalação.

4º ETAPA:

Aqui serão fornecidas as informações para configuração de região, horário e layout do teclado:

Após preencher estas informações, avançamos até a próxima etapa.

5º ETAPA:

Nesta fase da instalação, o usuário deverá informar para o sistema qual será a senha do usuário root. Também pode ser informado o e-mail do administrador do sistema para o recebimento de futuras notificações:

Recomenda-se definir uma senha segura, misturando caracteres especiais com letras maiúsculas, minúsculas e números.

Nota: Atenção ao definir a senha para o usuário root nesta etapa, pois ela será utilizada para acesso ao painel Web após a instalação. Esquecer a senha irá gerar um transtorno muito grande para recuperar o acesso á instalação e a interface web. Cuidado!

6ª ETAPA:

A configuração da conexão de rede do Host Proxmox é feita nesta etapa. Nesta tela, deve-se selecionar a interface de rede para configuração do host, atribuir um nome FQDN para reconhecimento do servidor na rede local, IP, máscara de rede, gateway e servidor DNS:

Nota: Os dados informados nesta etapa (Hostname FQDN e IP) serão utilizados para acessar o servidor através da Interface Web.

Após o preenchimento de todos os dados corretamente, deve-se clicar em Next.

7ª ETAPA:

Após o preenchimento das informações e configurações nas etapas anteriores, nesta tela será exibido um resumo das configurações escolhidas pelo usuário. Na sequência deve-se clicar em Install para iniciar o instalador do Proxmox VE.

A instalação levará alguns minutos até ser completada, o tempo da instalação poderá variar de acordo com a configuração do hardware do servidor.

#DicaProfissa: Faça um curso profissionalizante!
Garanta um curso certificado na área de TI e Software pela plataforma de estudos online Udemy.
Clique aqui e confira todos os cursos mais recentes em tecnologia!

CONCLUSÃO DA INSTALAÇÃO

Se tudo ocorreu bem durante o processo de instalação, a tela abaixo será exibida:

O servidor deverá ser reiniciado para completar o processo de instalação.

Nota: O endereço https://192.168.1.3:8006 será utilizado para acesso ao painel de gerenciamento Web do Proxmox. Anote esta informação.

PRIMEIRO ACESSO AO PAINEL DE GERENCIAMENTO WEB

Inicialmente, o primeiro acesso ao painel de gerenciamento web do Proxmox VE poderá ser realizado através de um computador que esteja na mesma rede do servidor hospedeiro do Proxmox.

Para acessar o painel, deve-se abrir o browser do computador e digitar o endereço do console de gerenciamento do Proxmox VE exibido na tela da conclusão da instalação. Neste caso, utilizaremos o navegador Google Chrome para iniciarmos o acesso:

Para efetuar o login no painel de gerenciamento web do Proxmox VE, os dados padrões para acesso são:

  • User name: root
  • Password: a senha definida na instalação, conforme mencionado na 5ª etapa deste artigo.

Após a realização do login, a interface de administração do Proxmox já estará totalmente configurada e pronta para iniciar os primeiros passos no sistema de virtualização.

No próximo artigo, descreveremos os próximos passos para a criação de máquinas virtuais e Containers.

Em busca de treinamentos de Proxmox VE? Clique aqui!

REFÊNCIAS E CRÉDITOS:

https://www.proxmox.com/
https://en.wikipedia.org/wiki/Proxmox_Virtual_Environment
https://www.mundotibrasil.com.br/marcador/proxmox/
https://pplware.sapo.pt/software/proxmox-6-2-transforme-pcs-em-maquinas-virtuais-e-facil-e-gratis/

Este artigo foi útil?

Para manter um padrão de qualidade para vocês, investimos em um ótimo plano de hospedagem, CDN Pago, Plugins de Otimização para o Site, etc…

Ajude-nos a manter o projeto ativo! 

Acompanhe as novidades em tempo real. Siga nosso perfil no Instagram..

João Paulo Scopel
João Paulo Scopel é graduado em Sistemas de Informação e profissional de Tecnologia da Informação há 10 anos. Atua como Analista de Tecnologia e Infraestrutura com ênfase em soluções Linux, é Consultor de Soluções Open-Source para empresas e é Colunista do Dicas de Infra.
pt_BRPortuguese

ATÉ 90% DE DESCONTO

DECOLE SUA CARREIRA!!

Quer dar um upgrade na sua carreira? 

Invista em você e saia na frente! Conquiste aquele emprego dos sonhos em 2022!