O impacto da LGPD para a TI

Como muito sabemos, existe um consenso, errôneo ao meu ver, sobre a Lei Geral de Proteção de Dados ser uma via para a burocratização da T.I. como a conhecemos. Porém, em termos práticos, ela visa o oferecimento da segurança jurídica em relação ao tratamento de dados pessoais (de funcionários e clientes) realizado por qualquer empresa, que independente de seu porte, agora passa a ter uma responsabilização maior do que anteriormente.

Leia mais:

Redes Sociais e o uso do celular, você conhece os limites?
O novo Profissional de TI – Se você ainda não é, considere tornar-se um!
LGPD – O que pode acontecer com sua empresa caso você não se adeque?
De quem é a responsabilidade de segurança na nuvem?
Proposta adia para 2022 a vigência da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais

Neste momento, ficam definidos qual é de fato o papel que cada ente da relação Empresa prestadora de serviço em qualquer segmento e pessoa física passam a desempenhar, sendo mais claro quais serão os direitos e deveres dos elementos estabelecidos neste vínculo.
De fato, a área que será mais afetada será a Tecnologia da Informação, onde está já contava com políticas de boas práticas e compliances norteadores para a segurança da informação, podendo ser citado a ISO 27001 como exemplo.

Infelizmente, até o momento, a grande maioria das empresas não apresentam uma visão integradora de sua T.I. ao seu negócio, colocando muitas vezes o insvestimento nessa área em segundo ou, até mesmo, em terceiro plano. Neste contexto, muitas das empresas encaram qualquer investimento em tecnologia como algo supérfulo e sem o recolhimento de frutos à vista.

Nesta nova realidade, as empresas que antes negavam qualquer investimento na área de tecnologia, precisarão se adequar sob as novas normativas de compliance estabelecidas pela LGPD de forma direta e indiretamente. Minimamente falando, a cultura sobre a segurança da informação deverá ser olhada com uma nova perspectiva dentro destas empresas.

Está nova visão de necessidade de estar em compliance com as boas práticas de segurança da informação e, consequentemente, à LGPD, gerará para a equipe de T.I. responsánvel desta empresa uma função de maior importância, onde será visulizada como um setor que pode sim auxiliar no crescimento e na boa imagem da empresa diante ao seu público-alvo.

Além do mais, qualquer projeto de compliance à LGPD, necessita de uma equipe multidisciplinar, integrando todas as áreas existentes na empresa, resultando na aproximação de setores que, possivelmente, antes havia uma rígida divisão. A equipe de T.I. deverá estar aberta para a aproximação aos demais setores, sabendo que está desempenha um papel de liderança que é fundamental em qualquer produção de trilhas auditáveis e, principalmente, na prevenção de perda de dados acidentais e/ou intencionais.

Como será de responsabilidade da equipe de T.I. a averiguação dos atendimentos aos requisitos norteadores de compliance à LGPD, e se estes continuarão sendo cumpridos após sua implementação, cabe a equipe, também, auxiliar na mudança organizacional e de mindset de seus usuários, auxiliando na conscientização, para que a segurança da informação ganhe a notoriedade devida onde ocorra, de fato, o compliance com a nova lei.

E qual é a sua opinião sobre este assunto? Interaja com está publicação curtindo, escrevendo um comentário e compartilhando. Seu feedback é muito importante!

Este artigo foi útil?

Para manter um padrão de qualidade para vocês, investimos em um ótimo plano de hospedagem, CDN Pago, Plugins de Otimização para o Site, etc…

Ajude-nos a manter o projeto ativo! 

Acompanhe as novidades em tempo real. Siga nosso perfil no Instagram..

pt_BRPortuguese

ATÉ 90% DE DESCONTO

DECOLE SUA CARREIRA!!

Quer dar um upgrade na sua carreira? 

Invista em você e saia na frente! Conquiste aquele emprego dos sonhos em 2022!